Legado Puritano
Quando a Piedade Tinha o Poder
Áudios
Sem Santificação Ninguém Verá o Senhor Jesus 3
Data: 31/08/2021
Créditos:
Texto: Silvio Dutra
Voz: Silvio Dutra

Sem Santificação Ninguém Verá o Senhor Jesus 3
 


Nós vimos na parte anterior, a importância da mortificação da carne pecaminosa para a santificação.
Mas, esta mortificação é apenas o despojamento, a retirada da vestimenta antiga, manchada pelo pecado; e, se parássemos aí, a pessoa ainda estaria nua aos olhos da justiça e santidade de Deus, havendo portanto necessidade de se vestir adequadamente com a roupa de Justiça do próprio Senhor Jesus Cristo - esta vestimenta começa com o ato instantâneio da justificação, e prossegue com o processo da santificação, que está destinada a nos tornar cada vez mais semelhantes a Cristo.

As Escrituras são muito claras quanto a isto, e destacamos adiante o texto de Colossenses 3: 5-17, em que temos as duas coisas apresentadas, ou seja, tanto o despojamento da carne, quanto o revestimento de Cristo.

“5 Fazei, pois, morrer a vossa natureza terrena: prostituição, impureza, paixão lasciva, desejo maligno e a avareza, que é idolatria”;

“6 por estas coisas é que vem a ira de Deus [sobre os filhos da desobediência]”.

“7 Ora, nessas mesmas coisas andastes vós também, noutro tempo, quando vivíeis nelas”.

“8 Agora, porém, despojai-vos, igualmente, de tudo isto: ira, indignação, maldade, maledicência, linguagem obscena do vosso falar”.

“9 Não mintais uns aos outros, uma vez que vos despistes do velho homem com os seus feitos”

“10 e vos revestistes do novo homem que se refaz para o pleno conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou”;

“11 no qual não pode haver grego nem judeu, circuncisão nem incircuncisão, bárbaro, cita, escravo, livre; porém Cristo é tudo em todos”.

“12 Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão, de longanimidade”.

“13 Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós”;

“14 acima de tudo isto, porém, esteja o amor, que é o vínculo da perfeição”.

“15 Seja a paz de Cristo o árbitro em vosso coração, à qual, também, fostes chamados em um só corpo; e sede agradecidos”.

“16 Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração”.

“17 E tudo o que fizerdes, seja em palavra, seja em ação, fazei-o em nome do Senhor Jesus, dando por ele graças a Deus Pai.”

Se estas coisas citadas pelo apóstolo não estiverem presentes em nós, não podemos ter uma evidência firme de que sejamos de fato, crentes autênticos, nascidos de novo do Espírito Santo, pois em quem a graça de Jesus estiver presente ela será ativa e operante produzindo uma inclinação constante para as coisas que são celestiais, espirituais e divinas. “E, se alguém não tem o Espírito de Cristo, esse tal não é dele.” [Romanos 8: 9b]
Enviado por Silvio Dutra em 30/08/2021
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras