Legado Puritano
Quando a Piedade Tinha o Poder
Textos
Pensamento

 


Uma vez tendo sido salvos pela graça, mediante a fé em Cristo, é nosso dever andar no Espírito, em obediência ao Senhor e à Sua Palavra, e isto faremos pela mortificação contínua dos nossos pecados, e pelo revestimento das virtudes de Cristo.
Devemos lembrar sempre, que a natureza pecaminosa, ou velho homem, ou ainda pecado residente ou remanescente, não é aniquilado enquanto aqui vivemos, devendo então, esta mortificação e despojamento do velho homem, ser entendido como um ato que deve ser realizado diariamente, até o dia da nossa morte, pois a carne luta contra o Espírito e o Espírito contra a carne.

É pela inclinação ao mover e direção do Espírito, que a inclinação da carne é vencida ou mortificada.
Esta vitória, contudo deve ser mantida pela renovação diária de nossas graças, pelo exercício dos meios de graça (oração, meditação da Palavra, comunhão, etc.).
Se formos negligentes nisto, e não adquirirmos o hábito de cumprimento de nossos deveres espirituais, é bem certo que a carne prevalecerá, e com isto o caminhar no Espírito será impedido, até que nos arrependamos, confessemos nossos pecados e voltemos à prática das primeiras obras.

Lembremos que, sem Cristo nada podemos fazer.
Que sem a inclinação e o poder do Espírito Santo não podemos nos santificar, mas esta graça de Cristo e poder do Espírito nos são concedidos, caso nos disponhamos a obedecer a Deus e à Sua Palavra.
Devemos dar o primeiro passo para resistir à tentação, para nos negarmos, e cumprirmos o que é nosso dever; então Deus nos capacitará, pelo Seu poder, a cumprir a Sua vontade.
Silvio Dutra
Enviado por Silvio Dutra em 10/02/2019
Alterado em 20/09/2021
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras