Legado Puritano
Quando a Piedade Tinha o Poder
Textos

Como Agir nas Aflições

 


“Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo, passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo”. [João 16: 33]

30 "E eis que dois cegos, assentados à beira do caminho, tendo ouvido que Jesus passava, clamaram: Senhor, Filho de Davi, tem compaixão de nós"!
31" Mas a multidão os repreendia para que se calassem; eles, porém, gritavam cada vez mais: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de nós"!
32"Então, parando Jesus, chamou-os e perguntou: Que quereis que eu vos faça"?
33"Responderam: Senhor, que se nos abram os olhos".
34"Condoído, Jesus tocou-lhes os olhos, e imediatamente recuperaram a vista e o foram seguindo”.  [Mt 20: 30-34]
 
Antes da queda no pecado, Adão em sua perfeição no Jardim do Éden, recebia diretamente de Deus todo o suprimento de graça que era necessário, para estar sempre com bom ânimo, feliz, em pleno bem-estar, tranquilidade e paz diante de Deus.
Mas, quando tudo isto foi perdido por ele, e com ele, perdido por nós; esta graça que necessitamos deve ser renovada e buscada diariamente em Jesus, especialmente por meio da oração, antes mesmo de iniciarmos nossas atividades cotidianas.

Se não o fizermos, tudo o mais se revelará ineficaz ou temporário, e não experimentaremos o bom ânimo que Jesus nos exorta a ter, sobretudo nas aflições - isto não virá a nós, sem que reconheçamos a nossa completa necessidade de Jesus, e da ação do Seu poder em nós.
Ele sabe de antemão, aquilo que necessitamos, mas espera que não somente reconheçamos que só Ele pode nos ajudar, como devemos exercitar a fé nEle, para que seja glorificado por nosso testemunho, de que é fiel e poderoso para nos socorrer, quando declaramos nossa necessidade em humilde oração.

Então, ter bom ânimo na aflição, não é algo que devemos tentar obter em e por nós mesmos, mas nos esforçando para buscá-lo em Jesus, por meio da oração.
Foi Ele quem venceu o mundo e toda a sua oposição e calamidades, que podem nos afligir profundamente como, por exemplo, esta pandemia que parece não ter fim.
 
É somente por meio da Sua graça, que poderemos ser guardados de abatimentos de alma que podem chegar, até mesmo, a profundos estados depressivos.
As aflições estão no mundo por causa do pecado original, e persistirão e aumentarão até que Jesus volte. Todavia elas são oportunidades abertas pelo Senhor, para que nossa fé nEle seja provada e exercitada, de modo que não somente conheçamos por experiência própria, quão poderoso Ele é, como também que, por nosso testemunho de paz e perseverança em meio a elas, por causa da nossa fé nEle, que O faz vir em nosso socorro para firmar nossa alma, o Seu grande Nome venha a ser glorificado na Terra. 
 
Lembremos que os cegos continuaram a clamar e a buscá-Lo, mesmo quando a multidão, que representava o mundo, os repreendia tentando calá-los, como que a tentar influenciá-los a crer, que o caso deles era impossível, para ser tratado até mesmo por Jesus.
 
“Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim”.
“Na casa de meu Pai há muitas moradas. Se assim não fora, eu vo-lo teria dito. Pois vou preparar-vos lugar”.
“E, quando eu for e vos preparar lugar, voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que, onde eu estou, estejais vós também.”   [João 14: 1-3]
 
Quando o Senhor diz, que veio para que tivéssemos vida, e vida em abundância, isto se refere, sobretudo a que devemos viver pelo poder de Sua própria vida ressurreta, que nos  é oferecida pela graça.
Silvio Dutra
Enviado por Silvio Dutra em 23/09/2021
Comentários
Site do Escritor criado por Recanto das Letras